Fotografar a Francine foi como estar com um pé nos anos 50 e o outro em 2016. É incrível a capacidade que ela tem em exaltar o vintage de uma forma tão contemporânea. Seu olhar feminino e jovial se traduz em cada tecido, em cada ponto, em cada peça que costura. 

As fotos foram feitas em seu atelier em São Paulo.